"A referência à arte retoma seu lugar. Dividido ao meio em dois campos verticais, cada lado é o negativo do outro. A palavra "INTERARTE", principal elemento gráfico, está manuscrita, e a superfície das letras é filtrada por uma retícula, de modo a sugerir uma tela de vídeo. O cartaz aborda tanto o princípio norteador da exposição, ancorado na analogia de linguagens, quanto a complexidade da cena artística contemporânea, marcada pela integração entre as artes, pela convivência de mídias diversas e pela conseqüente diluição de fronteiras". Bienal 50 Anos, 1951-2001, 2001, p.300
Autoria: Dario Chiaverini, Donato Ferrari e Celso Sparapan