Os Arquivos Históricos de Arte Contemporânea foram concebidos em 1954 por Wanda Svevo, então Secretária Geral do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP), para suprir uma demanda local de informações em arte contemporânea e dar apoio à realização das Bienais. Foram oficializados em 1955, com a missão de se tornarem um centro de referência em arte no século 20.

A partir de 1963, em homenagem à sua idealizadora, passaram a se chamar Arquivos Históricos Wanda Svevo. Com o decorrer dos anos, tornam-se um dos mais importantes centros de documentação sobre a produção artística do século 20. Em 1993 é tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) como bem cultural de interesse histórico, devido ao conteúdo de seu acervo.

Os critérios adotados para a organização do Arquivo Bienal – como é chamado hoje – têm como fundamento a história da Fundação Bienal de São Paulo e dos eventos realizados por ela, destacando sua origem, processo de produção e as atividades que exercem:

Fundos

  • Francisco Matarazzo Sobrinho: Coleção de documentos provenientes do antigo Centro Cultural Francisco Matarazzo Sobrinho, abrangendo o período de 1880 a 1981. Inclui documentação pessoal e de caráter administrativo relacionadas às suas atividades no MAM-SP, Fundação Bienal e outras instituições. 
  • MAM: Documentação relacionada à criação e às atividades desenvolvidas pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo em seus primeiros anos , incluindo o desenvolvimento das primeiras Bienais de São Paulo. Abrange o período de 1948 a 1962, quando é criada a Fundação Bienal de São Paulo. 
  • Fundação Bienal de São Paulo: Documentação sobre as Bienais e demais eventos realizados pela Fundação, abrangendo o período de 1962 à atualidade. Inclui, entre outros, fichas de inscrição de artistas, fotografias, plantas, cartazes e documentação administrativa.

Coleções

  • Dossiês de Artistas e Temas de Arte: Documentação relativa à artistas, arquitetos, curadores, críticos e historiadores da arte, além de temas relacionados à arte em geral como instituições, galerias, entre outros.
  • Biblioteca: Coleção formada a partir da pesquisa curatorial das Bienais de Arte e Arquitetura, além de permutas e doações recebidas de outras instituições. Inclui títulos sobre história e crítica de arte, arte-educação e catálogos de artistas, de bienais de arte, de exposições e de grandes mostras nacionais e internacionais.

Dando continuidade ao projeto de tratamento de seus acervos, o Arquivo Bienal está realizando inventário de sua documentação histórica. Desta forma, o atendimento a pesquisadores e a realização de consultas locais estão restritos à disponibilidade de material.

As solicitações de pesquisa serão recebidas somente pelo email arquivo.historico@bienal.org.br, avaliadas e atendidas sempre que houver possibilidade de acesso ao material solicitado. Faremos o possível para atender às solicitações quando o escopo da pesquisa permitir.

Pedimos desculpas por eventuais inconvenientes e, confiantes de que este projeto trará sensíveis melhoras para acesso ao acervo e atendimento dos pesquisadores, desde já agradecemos pela sua compreensão.

Arquivo Histórico Wanda Svevo
Parque Ibirapuera – Portão 3 Pavilhão Ciccillo Matarazzo - 2º andar 04094-000 – São Paulo – SP
T. +55 11 5576 7635

Acesse:
Banco de Dados Online