menu
busca
este é o mais recente quer ler mais?
29 Nov 2019
Projeto da 34ª Bienal é apresentado na Nova Zelândia
Encontro é facilitado pela Whiti o Rehua – School of Art, Toi Rauwhārangi – College of Creative Arts, Massey University e tem o apoio do Creative New Zealand

A curadora convidada da 34ª Bienal de São Paulo – Faz escuro mas eu canto, Ruth Estévez apresenta sua prática curatorial e participa de mesa redonda com escritores, críticos de arte, curadores e diretores de museus no City Gallery, em Wellington, Nova Zelândia. A iniciativa é apoiada pelo programa Te Manu Ka Tau: Flying Friends, do Creative New Zealand. Também escritora, Estévez é curadora geral do The Rose Art Museum, em Boston, EUA, e cocuradora do programa de performances Idiorritmias do MACBA, em Barcelona, Espanha.

Conversa com Ruth Estévez
3/12/2019
 • 15h
City Gallery Wellington
Te Ngākau Civic Square, 101, Wakefield
Wellington, Nova Zelândia

Leia + Projeto da 34ª Bienal é apresentado em Israel
Leia + 
Projeto da 34ª Bienal é apresentado em Portugal
Leia + 
Projeto da 34ª Bienal é apresentado na Espanha
Leia + Projeto da 34ª Bienal é apresentado na Irlanda
Leia + 
Projeto da 34ª Bienal é apresentado na Alemanha
Leia + 
Projeto da 34ª Bienal é apresentado na França
Leia + Projeto da 34ª Bienal é apresentado no Chile
Leia +
 Projeto da 34ª Bienal é apresentado em Amsterdam
Leia + Projeto da 34ª Bienal é apresentado na Bélgica
Leia + Projeto da 34ª Bienal é apresentado em Copenhague
Leia + 
Projeto da 34ª Bienal é apresentado em Oslo
Leia + 
Projeto da 34ª Bienal é apresentado em Helsinque
Leia +
 Projeto da 34ª Bienal é apresentado na Argentina
Leia + Projeto da 34ª Bienal é apresentado no Equador

este é o mais recente quer ler mais?