busca
Simpósio • Práticas de atenção

Comissionado pela Fundação Bienal de São Paulo, em parceria com o Sesc-SP, este simpósio público e internacional de três dias reunirá artistas, cientistas, críticos, autores e acadêmicos em uma pesquisa ampla e interdisciplinar sobre uma das maiores questões de nossa época: a atenção. O programa é idealizado por D. Graham Burnett e Stefanie Hessler.

No cerne da 33ª Bienal, há o compromisso de “reafirmar o poder da arte como lugar único para concentrar a atenção no mundo, para o mundo e pelo mundo.” Essa visão distinta — que coloca as economias da atenção no centro da nossa relação com as obras de arte — marca a urgência da questão da atenção em nosso momento histórico. A atenção constitui o nexo da percepção e da ação, da estética e da ética, da riqueza e do poder. Para onde se dirigem os olhares (e mentes)? E por quanto tempo? Essas são questões centrais que movimentam a evolução do “capitalismo de vigilância” (sem falar da vida social em si). As novas tecnologias e as novas práticas estão remodelando nosso entendimento do sujeito atencional — com consequências para o aprendizado, para a política e para a existência coletiva.

Tendo em vista essas questões prementes, o simpósio Práticas de atenção propõe conversas públicas, oficinas e performances com base em trabalhos teóricos recentes, resgates históricos e investigações experimentais. Reunirá importantes pensadores de nossa época em um programa variado e envolvente que mergulha profundamente e investiga, a partir de diferentes ângulos, as formas, as condições e os desafios da atenção hoje.

INSCREVA-SE

    

16 de novembro, Sesc Vila Mariana

9h – 9h30 CAFÉ

9h30 – 9h45 ABERTURA
Fundação Bienal de São Paulo e Sesc-SP

9h45 – 10h30 INTRODUÇÃO
Gabriel Pérez-Barreiro, D. Graham Burnett e Stefanie Hessler

10h30 – 11h30 PALESTRA
Kasia Katarzyna: A atenção e seu inimigo

11h30 – 12h30 PALESTRA
Virginia Kastrup: A atenção na experiência estética e no trabalho do cartógrafo

12h30 – 13h PERFORMANCE
Tamar Guimarães: O ensaio

14h30 – 15h15 CONVERSA PERFORMATIVA
Stefanie Hessler: A atenção como ferramenta curatorial e a política da atenção

15h15 – 15h45 EXIBIÇÃO DE FILME
Aki Sasamoto: Ciclo delicado

15h45 – 16h30 PALESTRA
Maria Cristina Franco Ferraz: Por uma política de ruminação em tempos de dispersão hiperconectada

16 de novembro, Pavilhão da Bienal

17h30 – 19h OFICINA
ESTAR(SER): Todos os sentidos sobre o Qui Vive

  

17 de novembro, Pavilhão da Bienal

9h – 9h30 CAFÉ

9h30 – 10h30 PALESTRA
D. Graham Burnett: Qual é o trabalho da atenção?

10h30 – 11h30 CONVERSA DE ARTISTA
Rafael Sánchez Mateos Paniagua e Autoescola Insular de Atenta

11h30 – 13h PERFORMANCE
Raimundas Malašauskas e Marcos Lutyens: O show hipnótico

14h30 – 15h30 PERFORMANCE
Kapwani Kiwanga: Pergaminhos do espaço profundo

15h30 – 16h15 EXIBIÇÃO DE FILME + CONVERSA
Thiago Rocha Pitta: Mapas temporais de uma terra não sedimentada

16h15 – 17h PALESTRA
Ivone Gebara: Além do cristianismo patriarcal: um breve esboço de uma ética ecofeminista para a coexistência humana

17h15 – 18h CONVERSA PERFORMATIVA
Yasemin Nur Toksoy: Kat'ı: O artesanato do corte de papel no período otomano

18h – 19h CONVERSA PERFORMATIVA
Catherine Hansen e Joanna Fiduccia: Surrealismo e atenção, uma conversa colaborativa

19h – 19h45 PALESTRA
Yael Geller: Obsessão como um fenômeno de atenção

19h45 – 20h CONSIDERAÇÕES FINAIS 
D. Graham Burnett e Stefanie Hessler

21h30 – 22h PERFORMANCE
Isabel Lewis: Occasions

+ ATIVIDADES CONTÍNUAS: 

Helen Singh-Miller: Uma memória, que sempre pode ser descoberta (oficina)
Helen Singh-Miller: Grand Union (exibição de vídeo)
Raimundas Malašauskas e Marcos Lutyens: O show hipnótico (instalação)

  

18 de novembro, Pavilhão da Bienal

9h – 9h30 CAFÉ

9h30 – 10h30 PALESTRA
Justin E. H. Smith: As práticas de atenção de alguns invertebrados comuns

10h30 – 11h30 PERFORMANCE
Helen Singh-Miller: Uma memória, que sempre pode ser descoberta

11h30 – 12h EXIBIÇÃO DE FILME
Tamara Henderson: O que é que há, doutor?

12h – 13h CONVERSA PERFORMATIVA
Vivian Caccuri: O santuário do mosquito

14h30 – 14h45 EXIBIÇÃO DE FILME
Luiza Crosman: Magias diagramáticas

14h45 – 15h30 CONVERSA DE ARTISTA
Bruno Moreschi: Outra 33ª Bienal de São Paulo: Ações, Resultados e Apresentação Experimental

15h30 – 16h15 PERFORMANCE 
Sal Randolph: O efeito Sharawadji

16h15 – 17h PALESTRA
Jeff Dolven: Tudo de uma vez agora

17h – 17h45 PAINEL DE DISCUSSÃO

17h45 – 18h CONSIDERAÇÕES FINAIS 
Gabriel Pérez-Barreiro, D. Graham Burnett e Stefanie Hessler

+ ATIVIDADES CONTÍNUAS: 

Helen Singh-Miller: Grand Union (exibição de vídeo)
Raimundas Malašauskas e Marcos Lutyens: O show hipnótico (instalação)

Imagem: Isabel Lewis, Occasion ©Joanna Seitz, 2014 / Cortesia da artista